• O VERÃO E A CIDADE – OS DIÁRIOS DE CARRIE Nº 02

    Com quase 100 mil exemplares vendidos no Brasil, milhões mundo afora, Candace Bushnell conquistou uma legião de fãs com Sex and the city: na TV, no cinema e na literatura. Em sua nova série, Os diários de Carrie, ela revela a trajetória de uma jovem Carrie e como a personagem se transformou em musa fashion de antenados. Mostra, também, como uma garota simples aprende a pensar por si mesma, até transformar-se em uma escritora observadora e inteligente. Em O verão e a cidade, segundo volume da coleção, Carrie está apaixonada: pela cidade, pelo clima, pelos vizinhos malucos do bairro, pelos brechós, pelas festas e, é claro, por um homem glamouroso que a faz perder o chão. Mas o melhor de tudo é que está inscrita em um curso de redação criativa e começa a trilhar o caminho que a levará a realização de seu maior sonho: ser uma escritora profissional. Carrie divide seus dias entre as galerias sofisticadas e ruas de paralelepípedos do Soho, as luzes da Broadway, e as lojas de departamento, como Bloomingdale’s. E ainda arranja tempo para uma pausa na New York Public Library. A adaptação parece fluir sem sobressaltos, porém nem tudo são flores na nova vida e na nova cidade. Carrie ainda guarda muito de seu passado interiorano, como a amiga Samantha Jones faz questão de lembrar. Nesta continuação de Os diários de Carrie, Candace Bushnell usa mais uma vez de seu humor inteligente e refinado para revelar como Carrie conheceu Samantha e Miranda e, consequentemente, mostrar como uma garota do interior se tornou um dos maiores ícones da cidade de Nova York e do nosso tempo.

  • VIDAS MUITO BOAS

    O detetive Cormoran Strike, protagonista de O chamado do Cuco, está de volta, ao lado de sua fiel assistente Robin Ellacott, no segundo livro de Robert Galbraith, pseudônimo de J.K. Rowling. Dessa vez, o veterano de guerra terá que solucionar o brutal assassinato de um escritor.

  • A VIDENTE

    Suspense, paixão, mistério e crimes no cenário da Inglaterra Georgiana de Orgulho e Preconceito!

    Estamos no século XVIII, na Inglaterra georgiana. Como todas as gerações de sua família, Chloe Wherlocke possui habilidades especiais, e o seu dom é enxergar além da visão física. Em 1785 ela prevê a morte de uma mulher que acabara de dar à luz e toda uma trama para atender a motivos escusos. Ao encontrar uma criança abandonada ao lado do corpo da mãe, ela salva o bebê e o cria escondido do mundo. Fazia isso por amor, mas talvez houvesse neste gesto alguma força do destino…
    Com o passar dos anos, Chloe descobre que o encontro com a criança não havia sido uma simples coincidência e nota, pouco a pouco, um desenrolar de acontecimentos que envolviam todos os membros de sua família, num jogo de traições, mentiras e assassinatos.
    Consciente de tudo, ela precisa ser rápida para salvar a vida do pai do menino, o conde Julian Kenwood, e avisá-lo que o filho não morreu. Mas, ao se aproximar da família Kenwood, Chloe percebe seu sentimento de proteção por Julian se transformar enquanto a cada momento tudo fica mais perigoso.

    A VIDENTE

    R$29,90
  • A VIDA, O UNIVERSO E TUDO MAIS

     

    Este é o terceiro volume da “trilogia de quatro livros” de Douglas Adams, um dos mais cultuados escritores de ficção científica de todos os tempos.

    Após as loucas aventuras vividas com seus estranhos amigos em O Guia do Mochileiro das Galáxias e O Restaurante No Fim do Universo, Arthur Dent ficou cinco anos abandonado na Terra Pré-Histórica. Mesmo depois de tanto tempo, ele ainda acordava todas as manhãs com um grito de horror por estar preso àquela monótona e assustadora rotina.

    Talvez Arthur até preferisse continuar isolado em sua caverna escura, úmida e fedorenta a encarar a próxima aventura para a qual seria forçosamente arrastado: salvar o Universo dos temíveis robôs xenófobos do planeta Krikkit.

  • VIVER OU MORRER

    Embarque em aventuras eletrizantes onde tesouros fantásticos e criaturas horripilantes aguardam por você! Parte história, parte jogo, Viver ou Morrer é um tipo diferente de livro — aqui, VOCÊ é o herói!

    Você será capaz de concluir a Viagem Maldita, cruzar o Caldeirão ou sobreviver às Ruínas da Perdição? Quem sabe encontrar o caminho em meio ao Perigo em Ravenshire, restaurar a Cidade dos Condenados ou frustrar os Mestres da Escuridão? Ou, ainda, lutar bravamente Por um Fio, explorar a região dos Selvagens de Khaldum, escapar do Sono da Morte ou derrotar os Rasga-Magos?

    Será capaz de percorrer o único caminho que pode levá-lo com sucesso ao final de suas buscas? O desafio está lançado. Veremos se você vai Viver ou Morrer!

    Tudo de que você precisa para se aventurar neste mundo fantástico é um lápis, uma borracha e dois dados!

  • O VENTO PELA FECHADURA

    Em “O vento pela fechadura”, Stephen King retorna ao Mundo Médio, cenário da “A Torre Negra”. O novo livro encaixa mais uma peça no vasto quebra-cabeças que cerca a saga, oferecendo lendas e histórias fantásticas de Gilead, ao mesmo tempo em que investiga o passado doloroso do pistoleiro Roland Deschain. No meio do caminho entre o Palácio Verde e Calla, o pistoleiro Roland Deschain e seu ka-tet — Jake, Susannah, Eddie e Oi, o trapalhão — são obrigados a acampar numa cidade fantasma. Caso contrário, seriam congelados com a chegada súbita e mortal de uma borrasca, tempestade única ao Mundo Médio. Para afastar o tédio da espera, Roland distrai o grupo com uma história de seu passado. Porém, no centro dessa lembrança, o jovem Roland, do passado, também narra uma fábula de sua infância, registrada em seu livro favorito: “O vento pela fechadura”. A lenda do menino Tim e suas aventuras em busca do mago Merlyn acabam revelando muitas verdades sobre Gilead, o Mundo Médio e o Pistoleiro.

  • VAI, VOCÊ CONSEGUE

    Às vezes, os desafios da vida parecem ser maiores do que a força e coragem. Este livrinho ilustrado conta a história de Breno, um pássaro que teve de fechar os olhos para enfrentar seus medos.

  • V.I.S.H.N.U

    Num futuro dominado pela tecnologia, em que até cidadãos comuns podem ter seus robôs pessoais e outras maravilhas tecnológicas, nenhum produto se destaca tanto quanto o Noodle. Misto de assistente pessoal e gerenciador de tarefas, o Noodle é onipresente na vida de nove entre dez habitantes do planeta. Até entrar em colapso.
    Difícil medir, mesmo anos depois, o impacto que a crise do Noodle causou. Atrelado profundamente a sistemas vitais da sociedade, ele derrubou bancos, transporte, governos e décadas de avanços científicos.
    O mundo que emergiu desta crise aprendeu a tratar os computadores com desconfiança, mas não soube diminuir sua dependência deles. Grandes complexos de pesquisa foram criados ao redor do mundo, dedicados a estudar tecnologias que a humanidade pensava ter deixado para trás.
    É num desses complexos que trabalha Wilczenski, uma das grandes mentes de seu tempo, e que agora se dedica à mesma ciência que trouxe tanta destruição no passado: a inteligência artificial. Até que tudo dá errado mais uma vez.
    Quando uma misteriosa entidade parece despertar nos galpões do grupo Gaia, Wilczenski é o primeiro a ser chamado. Mas a entidade, que se apresenta como ‘V.I.S.H.N.U’, pede para ser mostrada ao mundo por outro cientista, o grego-brasileiro Karabalis.
    Misto de thriller e ficção-científica, ‘V.I.S.H.N.U’. conta a história destes dois gênios em conflito, enquanto guerrilhas luditas, jornalistas, hackers, políticos e grupos religiosos tentam tomar o controle da situação. Tocando em questões atuais da ciência, o livro percorre continentes numa aventura que traz à tona um estranho e perigoso caminho que nossos avanços podem tomar.

    V.I.S.H.N.U

    R$58,00
  • VIDA E OBRA DE TERÊNCIO HORTO – MALVADOS

    Artista plástico e desenhista, André Dahmer tomou de assalto os quadrinhos brasileiros da última década. Com a tira Malvados, Dahmer foi um dos primeiros quadrinistas brasileiros a se apropriar das redes sociais e da internet para divulgar seu trabalho. De um dia para o outro, o Malvadão e o Malvadinho, como são conhecidos pelos fãs os personagens da série, ocuparam telas, tablets e celulares. De lá para os grandes jornais do país foi um pulo.
    A razão para isso está menos na internet e mais no próprio trabalho de Dahmer, que se apropriou da linguagem, das técnicas e da cultura da rede para subvertê-las com ironia fina, acidez e uma capacidade infinita de se valer de um discurso conhecido e observá-lo por ângulos incomuns e reveladores. Desde então, outras séries surgiram, como a famosa Quadrinhos dos Anos 10, em que ele narra a vida de Emir Saad, ditador do fictício reino do Ziniguistão, ou Apóstolos, a Série, uma versão muito particular da vida de Jesus.
    Neste Vida e obra de Terêncio Horto, é outra das obsessões de Dahmer que vai para o primeiro plano: a arte. Escritor eternamente frustrado, tão ambicioso quanto amargurado, Terêncio passa os dias em frente a uma máquina de escrever, seja redigindo suas memórias, seja dando vida a personagens cínicos, desiludidos e de um pessimismo assombroso. É a partir desse esqueleto enganosamente simples que Dahmer vai dar vazão a impressões sobre literatura, pintura, música e, por que não?, sobre a vida em geral.

  • A VEGETARIANA

    Publicado originalmente em 2007, A Vegetariana é um “romance-novelas” (desenvolvido em três novelas juntas no mesmo volume) publicado na Argentina, China, Coreia do Sul, Japão e Vietnã.

    Han Kang é expoente da nova geração de escritores coreanos, autora várias vezes premiada em seu país, e livre da marca das “grandes questões nacionais”, que pesavam sobre os ombros dos seus predecessores literários, submersos em profundas sombras do passado, buscando agora detalhes minuciosos das vidas dos indivíduos e do seu contexto. A literatura de Han Kang se ampara no realismo, mas é dotada de uma imaginação sem limites.

    A Vegetariana é um romance composto de três partes que se complementam e formam um todo, mas podem ser lidas independentemente.

    O livro conta a história de uma mulher coreana que decide não comer mais carne e enfrenta toda a repercussão social que uma decisão deste tipo provoca naquele país.

    A primeira parte é contada do ponto de vista do marido, um funcionário de médio escalão que está começando a galgar os degraus da hierarquia da empresa onde trabalha. É através dos olhos dele que percebemos o estranhamento que as atitudes de sua esposa provocam.

    A segunda parte, cuja narrativa tem um leve toque sensual, é contada a partir da perspectiva do cunhado (marido da irmã) da vegetariana, um artista na área de cinema e vídeo que decide fotografar e filmar a cunhada e acaba desenvolvendo uma queda por ela.

    A terceira parte é contada do ponto de vista da irmã que se vê dividida entre o dever fraternal que ela sente de proteger a irmã mais nova e o quanto ela compreende as atitudes da irmã e o que a levou a tomá-las.

    A VEGETARIANA

    R$25,00
  • VERDADE TROPICAL EDIÇÃO COMEMORATIVA DE 20 ANOS

    Ao narrar sua formação cultural – que inclui música, cinema, artes plásticas, literatura e filosofia –, Caetano Veloso não se limita a escrever uma autobiografia. Nessa mistura de memórias, ensaio e História, tendo como eixo central a eclosão do tropicalismo em meio aos anos de chumbo, o autor esmiúça momentos decisivos da ditadura militar e os nomes com quem travou apaixonadas conversas. Partindo de Santo Amaro, na Bahia, onde leu Clarice Lispector, assistiu a “La strada”, ouviu João Gilberto e teve sua primeira relação sexual, suas lembranças atravessam a adolescência, a prisão em 1968, o exílio em Londres e chegam ao fim da década de 1990 para compor um extraordinário panorama do Brasil. A nova edição de “Verdade tropical”, com projeto gráfico redesenhado, inclui texto inédito escrito especialmente para este volume. Em “Carmen Miranda não sabia sambar”, Caetano pondera sobre as duas décadas que se passaram entre o lançamento do livro, em 1997, e hoje. Aos 75 anos, ele se debruça sobre sua trajetória musical – e também literária – para um acerto de contas com suas experiências pessoais, além de analisar assuntos relacionados à cultura, política e identidade do país. “Sou brasileiro e me tornei, mais ou menos involuntariamente, cantor e compositor de canções”, ele escreve. “Fui um dos idealizadores e executores do projeto da Tropicália. Este livro é uma tentativa de narra e interpretar o que se passou.”

  • A VOLTA AO MUNDO EM 80 DIAS

    Viajara? Era provável, pois ninguém dominava o mapa-múndi melhor do que ele. Não havia lugar tão remoto que ele aparentemente não conhecesse bem. Às vezes, corrigia – mas em poucas palavras, breves e claras – os mil boatos que circulavam no clube a respeito de viajantes perdidos ou desaparecidos.

  • VENOM IN HER VEINS

    Child of prophecy? Harbinger of Doom

    Zaltys is a girl like any other to grow up ranging thejungles of the Southern Lluirwood. She’s a crack shot with a bow and no stranger to the dangers that lurk beneath the deep forest canopy.

    On expedition with her family to harvest the forbidden terazul flower, a powerful drug that has gathered many a dreamer into its narcotic embrace, Zaltys is about to unearth a truth long buried by the feculent loam of deception.

    As the veil is lifted on the world Zaltys thought she knew, a pathway to the Underdark promises the answers her family never gave. Venturing forth in search of truth, Zaltys finds betrayal to be a much easier quarry. But it will take more than a lode of lies to quell the venom in her veins.

    VENOM IN HER VEINS

    R$10,00R$35,00
  • A VOZ DO FOGO

    A voz de Alan Moore, como fogo, queima. Chama à realidade de um mundo onde nada permanece igual apesar de seus habitantes-personagens caminharem para um mesmo e inexorável destino. O fogo da voz percorre quase mil anos, queimando sempre no mesmo local. Está presente em cada capítulo, interligando- os em uma teia cuja aranha – o teclado do autor – mostra as presas ao final para queimar as mãos e a alma de seu criador e de todos aqueles que se aventuram a se aproximar dele. ´A Voz do Fogo´ não se cala nunca. Apenas queima, sem dor.

    A VOZ DO FOGO

    R$20,93R$29,90
  • A VIDA, O UNIVERSO E TUDO MAIS

     

    Este é o terceiro volume da “trilogia de quatro livros” de Douglas Adams, um dos mais cultuados escritores de ficção científica de todos os tempos.

    Após as loucas aventuras vividas com seus estranhos amigos em O Guia do Mochileiro das Galáxias e O Restaurante No Fim do Universo, Arthur Dent ficou cinco anos abandonado na Terra Pré-Histórica. Mesmo depois de tanto tempo, ele ainda acordava todas as manhãs com um grito de horror por estar preso àquela monótona e assustadora rotina.

    Talvez Arthur até preferisse continuar isolado em sua caverna escura, úmida e fedorenta a encarar a próxima aventura para a qual seria forçosamente arrastado: salvar o Universo dos temíveis robôs xenófobos do planeta Krikkit.

Main Menu