• HORA DO ESPANTO – O ESCRITOR FANTASMA

    Charlie é um aluno com talento para escrever, mas nem mesmo ele consegue se lembrar de ter escrito todas aquelas palavras que aparecem em seu bloco de notas. Parece uma história que está sendo contada nas páginas do texto manuscrito, mas quem está fazendo a narrativa e por quê? O diretor da escola de Charlie está se mostrando interessado demais no bloco de notas e não parece muito contente. Conforme Charlie investiga, descobre que as coisas são piores do que ele jamais poderia imaginar.

  • DOM CASMURO LIVRO DE BOLSO

    O livro apresenta o relato de Bentinho, que se crê traído pela mulher, Capitu, e pelo melhor amigo. Este livro faz parte dos currículos escolares do ensino fundamental e médio e também é frequentemente solicitado em vestibulares de várias universidades.

  • HELENA

    O volume único foi encomendado pela editora NewPOP e inaugura seu selo de adaptações literárias. Com mais de duzentas páginas, a obra nos leva ao Brasil de 1850 onde conhecemos Helena, uma jovem encantadora e cheia de segredos que é reconhecida como filha do conselheiro Vale em seu testamento. A partir do momento que entrar em sua nova casa, mudará a vida das pessoas que nela residem e, principalmente, o coração de seu irmão Estácio.

    HELENA

    R$19,90
  • DOM CASMURO

    Roteirizada por Felipe Greco e desenhada por Mario Cau essa obra demorou quase seis anos entre sua concepção e publicação. Como adaptar para outra linguagem não apenas um grande clássico, mas aquela que é considerada uma das mais emblemáticas obras da nossa literatura? Este foi o desafio feito ao ficcionista Felipe Greco no início de 2007, por uma amiga editora. Assim, numa bem-sucedida parceria com o jovem desenhista Mario Cau (bravo remanescente de um grupo inicial de ilustradores que, por motivos diversos, acabou desistindo do projeto), pôde levar adiante essa grande empreitada: transcrever para quadrinhos o romance Dom Casmurro, de Machado de Assis. Seis anos depois, aqui está o resultado desse trabalho que, nas palavras do prof. Paulo Ramos, prefaciador do livro, “se diferencia pelo detalhamento que procurou dar em relação ao texto original, algo facilmente percebido na leitura das 232 páginas do livro, construídas na linguagem dos quadrinhos – em outros trabalhos do gênero, o número de páginas costuma não passar de cem”. Lançada em duas versões, capa dura e brochura, nesta graphic novel, segundo o prof. Nailor Marques Jr., autor do texto de orelha, “na forma como foi transcriada para um misto de desenho e texto, é possível viver com as personagens os mesmos dilemas entre o que quer nosso coração e o que nos obriga a razão. Ou a falsa e trapaceira razão. Cada fragmento de fala direta ou de narrador é potencializado pela força das expressões das personagens e, mais ainda, pelo tom noir de cenas belíssimas, como as do enterro de Escobar e, sobretudo, a da decisão de Bentinho entre suicidar-se ou dar o café envenenado ao filho não filho, Ezequiel. As cenas assim nos engolem, nos sequestram para dentro do texto e nos remetem às nossas próprias dores”.

    DOM CASMURO

    R$56,00
  • ESCRAVA ISAURA

    Em uma bela fazenda, no município de Campos de Goitacases (RJ), morava Isaura, uma linda escrava de cor de marfim. Isaura era filha de uma bonita escrava que por não se sujeitar aos sórdidos desejos do senhor comendador Almeida (dono da casa) sofreu as mais terríveis privações. Esta escrava teve um caso com o feitor Miguel, que era um bom homem e não aceitou castigá-la como mandou o seu senhor, sendo Isaura fruto desse relacionamento. Isaura foi educada pela mulher do comendador, e era dotada de natural bondade e candura do coração além de saber ler, escrever, italiano, francês e piano. A mulher do comendador tinha desejo de libertar Isaura, porém não fazia para conservá-la perto e assim ter companhia.
    O Sr. Almeida se aposenta, retirando-se para a corte e entrega a fazenda a seu filho Leôncio. Este era digno herdeiro de todos os maus instintos e devassidão do comendador.

  • GUARDIANS Nº 01

    O mundo dos homens é protegido do mundo de malignas criaturas por uma barreira dimensional. Frágil e sob constante ameaça, ela é protegida por doze guerreiros sob os signos das estrelas: os Guardiões. A missão desses jovens, que contam com poderes sobre-humanos, é evitar que catástrofes tomem o mundo, fechando uma fenda na barreira e impedindo a passagem dos monstros. Porém, por mais que tenham incríveis poderes, as fraquezas inerentes aos humanos – o amor, o ódio, a vingança e a hesitação – continuam presentes, tornando a missão um pouco mais difícil do que parecia ser…

  • LUCÍOLA

    Publicado em 1862, Lucíola é o primeiro romance de José de Alencar em que o homem e mulher se confrontam num plano de igualdade, dotados de peso específicos e capazes dum amadurecimento interior inexistente em seus outros personagens.

     

    Ambientado no Rio de Janeiro, o romance é narrado em 1ª pessoa. Paulo, narrador-personagem, assume uma posição fundamental na narrativa, pois estando envolvido na ação, ele tem uma visão parcial (unilateral) dos acontecimentos que narra, tornando assim os gestos, as ações e as palavras dos personagens ambíguas, duvidosas e de significados imprecisos.

    LUCÍOLA

    R$7,00R$10,00
  • A MÃO E A LUVA

    O romance conta a história de Guiomar, jovem de origem humilde que, de modo frio e interesseiro, planeja ascender socialmente. Para isso, precisa controlar os impulsos do coração de forma puramente racional.

    A MÃO E A LUVA

    R$7,00R$10,00
  • TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA

    Triste Fim de Policarpo Quaresma surgiu como um romance de folhetim em edições semanais, em 1911. Quatro anos depois, foi publicado em um livro. Seu autor, Lima Barreto, era um mulato com idéias socialistas e um estilo de escrever inovador, cuja linguagem simples e direta podia ser compreendida pelo leitor popular.
    O meio intelectual da época, que ainda vivia sob forte influência romântica e parnasiana, reagiu chamando o escritor de semianalfabeto, condenando-o à marginalidade e ao ostracismo.Lima Barreto sofreu muito por criticar os poderosos de seu tempo, e suas desilusões não foram poucas. O escritor esteve internado em sanatório, tornou-se alcoólatra e morreu com apenas 41 anos, em estado de completo abandono e de miséria.

Main Menu