• COLEÇÃO MPD PSYCHO

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

  • MPD PSYCHO Nº 09

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

  • MPD PSYCHO Nº 04

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

  • MPD PSYCHO Nº 12

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

  • MPD PSYCHO Nº 11

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

  • MPD PSYCHO Nº 05

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

  • MPD PSYCHO Nº 03

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

  • MPD PSYCHO Nº 08

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

  • MPD PSYCHO Nº 06

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

  • MPD PSYCHO Nº 02

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

  • MPD PSYCHO Nº 01

    Ele inicia a sua história com o veredicto de Yousuke Kobayashi, um detetive que cuida de crimes hediondos e que vai preso por assassinato. Mas antes dele ser condenado, ele fala “Eu não sou Kobayashi. Sou Kazuhiko Amamiya.”. Mas o mistério principal não gira em torno das personalidades de Kobayashi. Há um estranho código de barras em seu olho esquerdo, coisa que se descobre comum em apenas serial killers. A trama, com certa complicação, envolve todo um sci-fi e teorias da conspiração.

Main Menu